Home Destaques O RINP foi até o Acre cobrir um festival de música e...

O RINP foi até o Acre cobrir um festival de música e conta como foi

0
Compartilhar

Fotos: Rafael Vieira/Mosh! Photography

Vanguart 2

No último mês o RockInPress foi mais longe. Só esse ano cobrimos mais de 8 festivais nos estados de Goias, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e agora fomos até o Acre, onde aconteceria a primeira edição do Festival da Amazônia Ocidental, o FAAO.

A viagem para Rio Branco é valida como uma internacional, 3 horas de fuso do horário de Brasília e mais 4h30 de vôo partindo de São Paulo, a distância é totalmente reduzida quando encontro os animados Vanguart’s no vôo, eles fechariam a programação do festival que contaria ainda com shows de Bruno Souto, Daniel Groove com participação de Saulo Duarte e a prata da casa, Los Porongas que há 8 anos vem se consolidando como a maior banda acreana.

 

Os Descordantes

O Festival começou pontualmente as 18 horas no estacionamento da Faculdade da Amazônia Ocidental, o único palco da noite já recebia os Descordantes, banda local que assume um rock feito em cima do brega, principal influência dos Cearenses que se fixaram no Acre há alguns anos.

O show que já era o terceiro da noite, após as apresentações de Sexy Tape e Camundongos, esquentava o público com novas canções e hits já consolidados entre o público local. A banda, idealizadora do festival, contou a com participação de Bruno Souto, que na sequência faria o seu show.

Bruno Souto

Bruno, vocalista da banda Volver, apresentou canções do seu primeiro disco solo “Estado de Nuvem” que não só se deleita sobre o brega-rock, mas como já influência bandas como a própria Descordantes. Bruno resgata o espírito do apaixonado, o espírito daquele amor vistoso e antigo.

Com toda sua altura e doçura, Daniel Groove emocionou e encantou um público que já havia o recebido anteriormente e estava muito mais envolvido e apaixonado com aquelas canções. Era um momento de conquista total do público e o começo de um casamento, momento bonito de se presenciar.

Los Porongas

Antes dos headliners da noite, quem se apresentou foi a prata da casa: Los Porongas. A banda que há 8 anos saiu do Acre para desbravar o Brasil, hoje se mostra a maior banda que o estado já teve. A presença de palco já é de veterana, mas a energia parece sempre se renovar, Diogo Soares, vocalista do grupo, se jogou no meio do público e emocionou.

 

Vanguart

E a emoção contida nesse momento foi simbólica não apenas para o Acre, mas para nós, que vimos ali o real intuito de tanto esforço em torno da música independente. Antes mesmo da entrada da grande atração da noite, o Vanguart, nós já havíamos entendido qual era a nossa missão ali, que iria muito além de registrar o momento, mas de tomar folego para continuar nessa caminhada do artista brasileiro e de tudo o que há envolto dele.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here