Compartilhar

Sara Não Tem Nome apresenta o videoclipe da canção “Água Viva” que retrata as vivências da artista em igrejas evangélicas, durante sua infância e adolescência. A música faz parte de Ômega III, álbum gravado no Red Bull Studio SP em 2015 e vencedor do Prêmio Dinamite na categoria de melhor disco de música pop, em 2016.

Com um largo campo de atuação Sara conseguem interligar as diferentes manifestações artísticas que desenvolve. Seu trabalho como artista visual, sobretudo dentro da performance, é expressivo e sedutor, não há como sair ileso. O contato com o trabalho causa diversas emoções. O clipe de “Água Viva” nós coloca em contato com diversos símbolos – e entre o azul e o vermelho – para contar de uma libertação. Ao se desprender dos fios, cheios de “sangue” a artista consegue se apresentar de maneira mais livre.

Sara Não Tem Nome – Água Viva

O clipe tem direção do cineasta Leonardo Barcelos, membro fundador do espaço Teia e diretor da Tandera Filmes. As gravações foram realizadas durante as primeiras filmagens do longa-metragem documental “Corpo Presente”, em 2016. O filme trabalha com diversos artistas performáticos nacionais e mineiros, entre eles Sara Não Tem Nome, Ayrson Heráclito, Marco Paulo Rolla, Ana Luísa Santos, Janaína Tábula, Guilherme Morais e Marc Davi. O documentário trata do corpo contemporâneo e coloca a ideia de corpo em evidência, por meio da metalinguagem, da articulação e do confronto das linguagens documental, ficcional e performática.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here