Compartilhar

Rafael Figueira (lead vocal e guitarra), Leonardo de Castro (baixo e voz) e Aline Vivas (bateria e voz) são o Barba Ruiva. Natural do Rio de Janeiro o trio apresenta canções que passando pelo rock e pelo blues. Prestes a lançarem disco (homônimo e previsto para esse semestre), a banda vem apresentando alguns singles. O primeiro lançado foi “Sonho do Sonho” e agora, exclusivamente no Rock In Press, lançam “Just Fuck”.

A música surgiu de um poema, escrito em inglês pelo vocalista e guitarrista Rafael Figueira, retomando sua vivência de mais de seis anos nos Estados Unidos. A letra explora o conceito de liberdade sexual e amorosa, enquanto bateria, baixo e guitarra fazem um diálogo psicodélico. Aline conta que a composição transparece uma forte influência de Bob Dylan, com uma pegada visceral característica da banda.

“Quando componho é algum poema que escrevi e resolvi musicar. Essa letra traz uma ideia de liberdade, é um contraponto aos relacionamentos que aprisionam, com a ideia de defender a própria liberdade. Fiz uma canção simples, no formato meio blues. O inglês é uma segunda língua pra mim, o tempo que morei fora do país influenciou muito. Não foi pensado para ser inglês, foi natural”, explica Rafael.

Uma parte das gravações do disco aconteceram no Estúdio Superfuzz, em 2013, com Lisciel Franco, onde registraram bateria, vozes e algumas guitarras. Posteriormente, nesse ano, o produtor musical Maurício Negão e o produtor executivo Dudu Oliveira colaboraram na regravação, remixagem e masterização das faixas, com a ajuda do técnico de som Pedro Montano, do Estúdio Kultrix, onde foram gravados o baixo e as demais guitarras.

Para sentir o tom do disco que está a caminho, mais um single dos cariocas:

Barba Ruiva – Just Fuck

Compartilhar
Matéria anteriorAs guitarras de Lucas Estrela em Farol
Próxima MatériaCMG-NGM-PDE e as possiblidades de nana
Produtora cultural, redatora do RockInPress e da Alpaca Press, poeta, colagista e adepta de diferentes formas de expressão da arte. Criou À Margem para difundir seus trabalhos e promover o diálogo entre as diversas vertentes que a cercam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here