Postado em Listas no dia 8 de fevereiro de 2010

Listas: Os Melhores e Piores de Janeiro de 2010

* Post número mil! Eu quero agradecer a minha mãe, meu pai e a você. =)

De volta com nossas honrosas listas de melhores e piores do mês ainda de ressaca com a virada do ano, as listas que sucederam e a preparação para o Carnaval (onde, rigorosamente, os Indies não fazem nada). O mês foi um tanto corrido, mas deu para acompanhar as boas novas que apareceram e os já esperados álbuns. Não tivemos uma decepção no mês, não nesse, e não reclamem que Hot Chip, Spoon, Final Fantasy, Josh Rouse, Massive Attack e Yeasayer não apareceram, a concorrência esse mês foi forte!

Menção honrosa:

Melhor Clipe

Tiê – Dois

Uma produção a nível internacional e uma barriguinha de futura mamãe são as principais coisas que chamam a atenção no clipe. Simples e belo, produção refinada de uma jovem compositora brilhante e com um gosto para clipes primoroso. Agora queremos saber quando será a nova bolacha da moça.

Melhor Música

Peter Gabriel – My Body is a Cage

Um típico caso de amor a primeira vista. O velhote moderninho Peter Gabriel, resolveu fazer um álbum de covers, e entre Radiohead e David Bowie, o músico resolveu dar uma remodelada em “My Body is a Cage”, do Arcade Fire. O resultado é tão belo, que arrisco sem medo dizer que ficou melhor que a original.

Sem mais delongas, os 5 Melhores, o pior álbum e ainda, a maior decepção de janeiro foram:

5° Lugar

The Watson Twins – Talking To You, Talking To Me

Apesar dessa capa bem ‘nada haver’, o som que essas duas jovens propõem está mais calcado no blues, jazz e soul, batendo nas teclas do piano de Norah Jones, mas com muita personalidade e beleza, além de todo um clima denso e excelente produção. Recomendadíssimo para quem quer escutar algo diferente.

4° Lugar

imagem

Husky Rescue – Ship Of Light

Canções colantes e simples, uma sensual voz e muitas viagens sonoras. Confesso que antes, tinha um certo repúdio da banda, um pré-conceito formado pelo nome controverso do grupo, e – num ato de coragem – resolvi conferir o material que tanto haviam comentado a bons elogios. Não me arrependi.

3° Lugar

Los Campesinos! – Romance Is Boring

Outra banda que surpreende. Sua mistura de técnica e animação simples causa um certo ‘estranhamento’ para um grupo que não podemos nem classifica-la em algum rótulo moderno. A faixa título, “The Sea Is A Good Place To Think O The Future” e “There are Listed Buildings” são os destaques.

2° Lugar


Sabonetes – Sabonetes

Como sempre, o Brasil tem tido seus representantes nas nossas listas de melhores do mês, e realmente o momento da música em nossas terras está extremamente favorável a isso. Acredito ter sido um tremendo erro não ter colocado os Sabonetes como uma das Apostas para esse ano e esse primeiro álbum reflete bem esse meu erro, tamanha a qualidade e versatilidade que a bolacha nos introduz. Eles ainda tem muito para mostrar ao país nos próximos anos, e já começaram com ‘os dois pés direitos’.

1° Lugar

Vampire Weekend – Contra

Todos sabem da dificuldade que é o segundo álbum de uma banda. A apreensão, o medo e a critica são alguns dos fatores que basicamente coloca em risco o futuro de um promissor grupo. Contra é a briga que o Vampire Weekend comprou com o cliché das bandas que caem no segundo álbum. O resultado é um épico momento musical inesquecível, lotado de músicas especiais, que provavelmente figurarão em alguma lista de melhores de 2010. A banda não procurou se reinventar, ou surpreender, claro que teve umas mudanças aqui e ali, como um pouco mais de eletrônico, mas o resultado é o mesmo que catapultou o Vampire Weekend em seu primeiro álbum. Só resta esperar uma vinda ao nosso país.

____________________________________________________________________

Decepção/Pior Álbum

The Knife – Tomorrow, In A Year

Trilha sonora da ópera dos horrores, ou talvez o som das danças do experimentalismo ligado a drogas pesadas. Escolha o melhor apelido para essa bolachona de uma hora e meia de música, já que os pejorativos se enquadram melhor na descrição desse que pode ser um dos grandes álbuns para entrar na lista dos Fail 2010 das nossas linhas. O desafio aqui é escutar até o final e tentar entender o porque dessa experimentação desenfreada e, ao que passa na audição, infinita. O teor pop – que antes já era complicado de se achar – agora se torna quase nulo – talvez pela participação dos alemães Planningtorock e Mt. Sims, mas não se sabe. O grande negócio é o Fever Ray continuar por aí ou o The Knife voltar as suas origens, pois escrever óperas está complicado

Marcos Xi é editor chefe do RockinPress, colunista no Showlivre e faz\fez participações especiais para uma dúzia de outros sites, incluindo NME, SWU, Submarino e quem mais chamar. Além disso, atua como assessor digital de diversos artistas da nova música brasileira, ao mesmo tempo que trabalha com conteúdo online e reportagem na agência carioca LadoBê.

Você também poderá gostar de:

2 comentários para "Listas: Os Melhores e Piores de Janeiro de 2010"

  1. que lindo!
    não sabia que tinha coisa nova (finalmeeeeente) do husky rescue! vlw!

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar essas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>